loading

Veneza Mestre é a porta de entrada para o centro histórico de Veneza e está ligada a este pela Ponte della Libertà. Mestre é um entroncamento para o sistema ferroviário com a estação Venezia Mestre FS e para as auto-estradas com a A4, a A27 e a A 57. A partir de Mestre é muito fácil chegar ao Aeroporto Marco Polo graças aos autocarros ACTV e ATVO. Estacionar em Mestre é também muito mais fácil sem gastar uma fortuna, graças aos muitos parques de estacionamento cobertos e vigiados. A partir daqui, é possível chegar a todo o Norte de Itália sem grandes problemas. 

Também pode optar por ficar em Mestre e viajar todos os dias para Veneza para fazer turismo. Aqui encontrará excelentes hotéis a preços razoáveis e encontrará o mesmo profissionalismo e cortesia que distingue o povo veneziano.

Mestre sempre foi uma terra de passagem. De facto, a Via Gallica romana passava por aqui e era também o divisor de águas entre o Sacro Império Romano e a República de Veneza. Foi só em 1337, depois de a Sereníssima ter arrancado Mestre das mãos de Verona, que começou a tomar forma o que viria a ser conhecido como "Stato de Tera". Os "Stato de Tera" eram as possessões continentais da Sereníssima. A partir de 1400, Mestre tornou-se a porta de entrada para o comércio da Sereníssima até ao seu declínio com o fim da República de Veneza em 1797. 

Na época contemporânea, em 1929, Mestre foi incorporado no município de Veneza e foi criado o pólo químico e industrial de Porto Marghera. No pós-guerra, verificou-se um novo boom económico que atingiu o seu auge na década de 1970.

Mestre não é apenas uma terra de fronteiras e de passagens, é também uma terra de cultura ainda em fermentação. De facto, um dos pavilhões da Bienal realiza-se no Forte Marghera, uma fortificação do século XIX que defende a lagoa. Outros eventos também se realizam no Forte Marghera.

O coração de Mestre é a Piazza Erminio Ferretto, atualmente também uma zona pedonal com tráfego restrito (ZTL). Aqui encontra-se a Catedral de San Lorenzo em estilo neoclássico e no lado oposto da grande praça encontra-se a Torre do Relógio.  A Igreja de San Girolamo, com um retábulo de Palma il Giovane, é outra igreja digna de nota. Os Alpini do norte de Itália são devotos da Madonna del Don e, na Chiesa dei Cappuccini, todos os anos em setembro, os Alpini prestam homenagem a uma relíquia sagrada encontrada na Rússia.

Mestre também tem parques agradáveis, como o Parque San Giuliano, os jardins de Villa Querini, o Parque Piraghetto e muitos outros.

Se visitar Veneza, considere a possibilidade de ficar em Mestre, pois pode ser uma opção cómoda e agradável.