Museu Judaico de Veneza

Em 1516, o Conselho dos Dez decretou que todos os judeus de Veneza deveriam ser segregados numa pequena área de Cannaregio. O distrito foi encerrado por canais largos e os dois portões de entrada no final de duas pequenas pontes foram guardados por guardas cristãos. O Ghetto tira o seu nome de uma fundição de canhões, geto em veneziano, que ocupava o local antes de ser transferido para o Arsenal. Em 1541 criaram um segundo gueto, chamando-lhe o Velho Gueto, estranhamente o sucessor do Novo Gueto.

O nome foi posteriormente dado a todos os locais de segregação forçada de populações judaicas em todo o mundo. Durante o dia, os judeus eram autorizados a deixar o gueto, e em certos momentos da história eram obrigados a usar crachás e bonés. À noite, tiveram de regressar ao gueto.  A sua ocupação limitava-se ao trabalho têxtil, comércio, empréstimo de dinheiro e medicina.

O espaço aberto do Campo del Ghetto Nuovo está rodeado de edifícios altos. Estes edifícios eram tão altos que podiam albergar o maior número de pessoas possível. São edifícios com muitos andares, tectos muito baixos e paredes muito finas. A sobrepopulação foi a causa desta evolução na arquitectura.

Em 1797 Napoleão derrubou os portões do gueto, mas sob os austríacos os judeus foram novamente forçados ao confinamento. Foi apenas em 1866 que lhes foi concedida total liberdade.

Hoje, o distrito não perdeu o seu carácter étnico. Inicialmente o gueto era um lugar de confinamento, hoje é um lugar de cultura e memória. Há lojas de comida kosher e um restaurante, padeiros, uma biblioteca judaica, um museu, duas sinagogas sefarditas e uma sinagoga ashkenazi. Existem também várias lojas no grande Campo del Ghetto Nuovo que vendem artefactos judeus. Há ainda 500 judeus a viver nesta zona de Veneza.

Museu Judaico
O pequeno Museu Judaico do Gueto Nuovo alberga uma colecção de artefactos do século XVII ao XIX. O museu tem uma secção dedicada às festividades judaicas e uma dedicada à história dos judeus de Veneza. No museu encontrará artefactos têxteis e de ouro. Através deste museu pode reviver a vida dos judeus venezianos.

Aqui pode comprar um bilhete para entrar no museu. 

Visitas guiadas às sinagogas do gueto estão disponíveis no website do Museu Judaico.