loading
Vista aérea de Veneza com a ponte para o continente

Veneza é um destino único e encantador que cativou os viajantes durante séculos. Esta cidade está situada na parte nordeste de Itália. A cidade é famosa pela sua intrincada rede de canais. A geografia de Veneza desempenha um papel fundamental na formação da sua identidade e fascínio.

Localização e formação:

Veneza está situada na Lagoa de Veneza. Trata-se de uma baía fechada no Mar Adriático, que faz parte da região italiana do Veneto. O centro histórico de Veneza está dividido em seis antigos distritos administrativos. Estes são conhecidos como "sestieri" (singular - "sestiere"). A cidade tem ainda 118 pequenas ilhas. Uma complexa rede de canais e pontes interliga estas ilhas. Algumas destas ilhas pertencem a sestieri. Por exemplo, a ilha de Giudecca pertence a Dorsoduro. Também San Giorgio Maggiore, a ilha do cemitério, pertence ao sestiere de San Marco. Além disso, algumas ilhas estão organizadas em sestieri, por exemplo, Burano tem 5 sestieri. O Sestiere pode ser considerado um distrito italiano. A lagoa é protegida por uma longa ilha-barreira, conhecida como Lido. O Lido actua como um amortecedor natural contra o mar aberto e ajuda a proteger a cidade das tempestades.

Cada um dos sestiere de Veneza tem o seu carácter distinto e significado histórico. Os seis sestieri de Veneza são

San Marco: Localizado no coração de Veneza. Em San Marco encontra-se a famosa Praça de São Marcos (Piazza San Marco) e a impressionante Basílica de São Marcos. Desde os tempos antigos, este sestiere é o centro cultural e político de Veneza. Leia mais sobre San Marco.

Castello: Situado a leste de São Marcos. Castello é um dos maiores e mais diversificados sestieri de Veneza. Abrange o Arsenal, o antigo estaleiro naval que desempenhou um papel vital na história marítima de Veneza. Ler mais sobre Castello.

Cannaregio: Localizado ao norte do Grande Canal. Cannaregio é um sestiere animado e vibrante. É menos turístico em comparação com outros bairros, oferecendo um vislumbre da autêntica vida veneziana. O Gueto Judeu, um dos mais antigos do mundo, também está situado em Cannaregio. Leia mais sobre Cannaregio.

Dorsoduro: Situado a sul do Grande Canal. Dorsoduro é conhecido pelas suas instituições artísticas e educativas. Alberga a Gallerie dell'Accademia e a Coleção Peggy Guggenheim. Estas galerias exibem uma coleção excecional de arte veneziana e obras-primas de arte moderna. Dorsoduro exala uma atmosfera boémia e é um dos locais preferidos dos estudantes e artistas. Leia mais sobre Dorsoduro.

San Polo: Localizado na parte ocidental da cidade. San Polo é conhecido pelos seus mercados movimentados, como o Mercado de Rialto. A Ponte de Rialto, uma das mais famosas pontes de Veneza, liga San Polo a San Marco. Este sestiere oferece uma mistura de charme veneziano tradicional e uma animada atividade comercial. Leia mais sobre San Polo.

Santa Croce: Situado perto da entrada principal de Veneza. Santa Croce é o sestiere mais pequeno e menos densamente povoado. É principalmente uma área residencial com ruas estreitas e canais pitorescos. A Piazzale Roma, o principal terminal para autocarros e automóveis que entram na cidade, situa-se em Santa Croce. Ler mais sobre Santa Croce.

Cada um destes sestieri contribui para a tapeçaria única que é Veneza. Juntos, mostram a rica história da cidade, o esplendor arquitetónico e a vibrante cena cultural.

Canais e vias navegáveis:

Não se esqueça de que a deslocação em Veneza não é assim tão fácil e leva tempo a instalar-se.  Em Veneza não há autocarros ou táxis, mas sim autocarros aquáticos e táxis aquáticos. Os canais de Veneza são a força vital da cidade. São o seu principal sistema de transportes. O Grande Canal é a maior e mais importante via fluvial. Percorre o coração da cidade, dividindo-a em duas partes. Numerosos canais mais pequenos atravessam a cidade, criando uma rede labiríntica que liga várias ilhas e bairros. Os canais são atravessados por mais de 400 pontes, contribuindo cada uma delas para o encanto pitoresco da cidade.

Desafios de viver na água:

Viver na água tem os seus desafios, e Veneza não é exceção. A cidade é suscetível a marés altas, conhecidas como acqua alta, que podem levar a inundações nas zonas baixas. Durante estas ocorrências, são utilizados passadiços de madeira elevados, conhecidos como "passadiços", para ajudar os residentes e os visitantes a navegar nas ruas inundadas. Ao longo dos anos, Veneza tem implementado várias soluções de engenharia para combater o impacto da subida do nível das águas.

Além disso, a exposição constante à água e à humidade representa uma ameaça para os edifícios históricos e as infra-estruturas da cidade. Estão em curso esforços de manutenção e restauro para proteger estes marcos de valor inestimável da degradação.

A geografia de Veneza é inegavelmente central para a sua identidade como "Cidade Flutuante". Os seus canais, as belas pontes e a arquitetura histórica criam uma experiência fantástica para os visitantes. Embora a cidade enfrente desafios únicos associados à sua localização na água, continua a encantar o mundo com a sua beleza intemporal e o seu rico património cultural.

San Marco

San Polo

Santa Croce

Castello

Dorsoduro

Cannaregio